domingo, 2 de dezembro de 2007

Alma perdida

Toda esta noite o rouxinol chorou,
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma da gente,
Tu és, talvez, alguém que se finou!

Tu és, talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavememte...
Talvez sejas a alma, a alma doente
Dalguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste...e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minh`alma
Que chorasse perdida em tua voz!...

Florbela Espanca

Um comentário:

Morgana disse...

Oieeeee, muito boa tarde miguinha....
To passando para lhe desejar um ótimo e feliz ano novo, que seu 2008 seja repleto de muitas energias boas, muita saúde e paz.
To com saudades de vc..., a net em casa à partir de ontem agora tá beleza em casa, podemos marcar de nos falarmos..., tbm poderei colocar o yahoo em ordem..rsss, beijinhos vóviz.